Transformando herdeiros em sucessores

Programa do SENAR-PR ajuda no planejamento sucessório na gestão de propriedades



Após muito estudo, contratação e capacitação de instrutores e experiência com turmas piloto em cinco regionais, o SENAR-PR desenvolveu o Programa Herdeiros do Campo. O objetivo é trabalhar um dos problemas que afeta empreendedores de todas as áreas, inclusive o produtor rural: a sucessão familiar.

O Herdeiros do Campo desperta as famílias para o planejamento sucessório nas dimensões patrimônio, família e empresa. “Como uma instituição de representação e capacitação de produtores rurais estamos trazendo o tema e informações importantes para que o produtor rural e sua família possam buscar a melhor solução com seus pares”, afirma o presidente do Sistema FAEP/ SENAR-PR, Ágide Meneguette.

O assunto atinge produtores de todos os tamanhos e regiões e requer propostas inovadoras e criativas, pois é um fenômeno novo. “Mais estritamente falando, sucessão familiar representa, sobretudo, um ‘rito de passagem’, a transferência da administração do negócio ou da empresa, do imóvel e sua atividade principal, de um responsável para outro, assim preservando a continuidade do negócio”, explica o superintendente do SENAR-PR, Humberto Malucelli Neto.

Não há receita pronta. O tema é complexo e não se resolve com um documento jurídico. Se assim fosse, inventários não durariam anos para se resolver. Sim, o jurídico/tributário faz parte, mas não é tudo para o sucesso do planejamento sucessório. “O que o SENAR-PR quer é trazer informações aos produtores, para permitir que olhem para dentro de sua família, para as questões jurídicas (patrimônio) e para o negócio (empresa, gestão). Somente dessa forma, teremos uma sucessão tranquila e, consequentemente, um agronegócio cada vez mais forte e profissionalizado”, diz a coordenadora do Programa e técnica do SENAR-PR, Luciana Matsuguma.

O diferencial do programa é que, embora o SENAR-PR já trabalhe com jovens, mulheres e homens atendendo à família rural, no Herdeiros do Campo, a família é atendida ao mesmo tempo. O programa exige a participação de duas gerações.

 

Metodologia

A carga horária inclui cinco encontros, cada um com oito horas, e uma orientação por família com um especialista, durante duas horas. Ao longo das aulas, temas como sucessão e governança na empresa rural, visão estratégica, mediação de conflitos e planejamento sucessório são debatidos.


 

Inscrição

O programa é voltado para produtores proprietários de imóveis e suas famílias. O curso não tem custo adicional para os participantes. Os interessados devem procurar o sindicato rural do município, para que esse negocie com o SENAR-PR a abertura de turmas com, no mínimo, dez famílias. No ano passado, o programa ocorreu, no formato piloto, em Astorga, na região Norte; Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro; Toledo, no Oeste; em Realeza, no Sudoeste; e Rio Negro, no Sudeste do Estado. Os resultados obtidos com os encontros em 2016 mostraram que o Herdeiros do Campo é uma ferramenta eficaz para a implantação de um plano de ação que norteie a sucessão familiar